.posts recentes

. A lógica dos pipis e das ...

. That's what friends are f...

. (Re) Conhecer

. Ouvir o coração

. Tomar decisões com medo

. ...

. Homens esquizofrénicos, m...

. (Curto) Elogio à amizade

. Um ano em 25

. Desenhos animados

.arquivos

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Julho 2008

. Junho 2008

. Junho 2007

. Maio 2007

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

Sexta-feira, 27 de Junho de 2008

Tomar decisões com medo

Tomar decisões com medo, mas, mesmo assim, tomá-las. Deve ser isso que faz de nós corajosos. Sobretudo quando, racionalmente, temos consciência de que podemos estar a dar um passo atrás, a seguir um caminho que não é o sonhado ou o desejado, pelo menos, de momento. Isto porque, por vezes, por mais que gritemos bem alto, não somos ouvidos. E, tantas vezes, só quando nos perdem, nos atribuem o real valor. E é isso que eu quero (ou preciso). Não basta fazer aquilo de que gosto. Embora, seja feliz por isso. Ou quase feliz. Porque, para fazer o que gosto, profissionalmente, abdico de muitas outras coisas igualmente importantes. Sobretudo, de tempo. Tempo para mim, tempo para os outros, tempo para ter tempo, para pensar, reflectir, decidir, escolher entre o coração e a razão.

Há quem diga que o coração é o melhor conselheiro. E eu sou demasiado emotiva, talvez lamechas, até. Apego-me aos sítios, às pessoas, às coisas, às conversas, aos hábitos, às empatias, aos carinhos, às atenções, aos relacionamentos, aos métodos de trabalho. Apego-me demais, talvez. Por isso, evito ouvir (demasiado) o coração. Tento não agir por impulso. Porque já o fiz. E teve tanto de bom como de mau (e não é essa a essência da vida?).

Também há quem diga que o cérebro é o maior traiçoeiro. Ilude-nos, cria uma imagem errada de nós próprios ao ser um mero reflexo de uma auto-estima fragilizada. Faz-nos ver o que não existe ou esconde-nos o que está bem à frente dos olhos.

Muitas vezes, é preciso dar um passo atrás para conseguir andar outros dois para a frente. Mas o que custa, realmente, é recuar. Sobretudo, sem ter a certeza de que o caminho é aquele. De que o passo tem a dimensão certa. De que a nossa forma de andar vai ser bem interpretada. E de que, um dia, se necessário, vai haver caminho de volta.

A vida é feita de riscos. Difícil é saber arriscar.

sinto-me: indecisa

publicado por IWonderWhy às 14:37

link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 6 de Junho de 2008

...

 GOSTO

 

... de me espreguiçar quando acordo

... de falar com as amigas sobre tudo e sobre nada

... de pensar que os homens não são todos iguais

... de nadar

... de cantar e dançar no carro enquanto conduzo

... de passear na praia em qualquer altura do ano

... de cães de qualquer raça, tamanho ou cor (especialmente da minha :)

... de comer fruta

... de me emocionar com um livro ou um filme

... de ser jornalista e fazer TV

... de pensar, interiorizar, reflectir

... de andar descalça na relva

... do primeiro mergulho do ano no mar

... de ser mulher e feminina

... de ler revistas "fúteis" na praia

... de não ter pêlos, de arranjar as unhas e esticar o cabelo

... de escrever a sério e de escrever a brincar

 

 

 

GOSTAVA

 

... de ter condições financeiras e emocionais para ser mãe antes dos 30 anos

... de viajar para fora de Portugal todos os anos

... que os meus pais aproveitassem mais a vida

... de passar tempo de qualidade com todas as pessoas de quem gosto

... de poder ser maquilhada e penteada sempre que me apetecesse

... que a minha família e os meus amigos nunca desaparecessem

... de escrever um livro

... de fazer teatro a sério

... de descobrir a família que não conheço

... de morar ao pé da praia

... que existisse realmente "uma tampa para cada panela"

... de ser tia e madrinha

... que toda a gente morresse de velhice

... que não existisse fome nem guerras inúteis

... de poder ajudar mais quem precisa

... que todos os relacionamentos acabassem por mútuo consentimento

.... de ter coragem e vontade para ir trabalhar para fora de Portugal

 

sinto-me: com vontade de escrever

publicado por IWonderWhy às 15:19

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29
30
31


.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds